Porque levam os bebés tudo à boca?

A partir do momento em que começam a ganhar alguma coordenação nos movimentos das mãos, não há quase nada que os mais pequenos agarrem que não levem à boca.

Isto não só é perfeitamente normal, como um sinal de que estão a ganhar um cada vez maior interesse no mundo que os rodeia.

 Porque levam tudo à boca?

1 – De acordo com a teoria assente há mais tempo, tal acontece porque é a forma como os bebés conhecem o mundo.

why-exploration

Sobretudo no primeiro ano de vida, os bebés exploram o ambiente através dos seus sentidos, e quanto mais exploram, mais aprendem. Mas durante este primeiro ano, enquanto trabalham o domínio dos movimentos das mãos, a boca assume o papel de principal meio de exploração. Por este motivo, quando o bebé agarra alguma coisa que deseja e que quer investigar melhor, leva-a à boca.

Conseguem controlar bem os lábios e a língua, para além de que aqui existem mais terminações nervosas por milímetro quadrado do que em qualquer outra parte do seu corpo, e por isso através desta prática apreendem o tamanho dos objectos, as texturas, os sabores, captando as informações que são, depois, conduzidas ao cérebro.

2 – No entanto, algumas teorias têm apontado um novo motivo para este hábito dos bebés.

Recentes investigações têm apontado que se trata também de uma forma de os bebés desenvolverem o seu sistema imunitário. Ao levarem tudo o que encontram à boca, expõem-se a bactéria e vírus, dando assim uma oportunidade ao seu sistema imunitário de os combater e fazer com que o organismo se torne mais forte. Mesmo sem terem essa noção, é um hábito que contribui para que se tornem mais saudáveis.

Não quer com isto dizer que devemos deixar os bebés levar à boca tudo o que encontram no seu caminho, ou deixa-los “entregues à sujidade”. Significa sim que podemos relaxar um pouco em relação à exposição dos bebés a bactérias e ao que levam à boca, desde que tal não constitua um perigo para a sua saúde e segurança.

Cuidados a ter

A imaginação e a melhor vacina contra o acidente”.

Como se referiu acima, devemos relaxar em relação ao que os nossos bebés levam à boca, sem nunca perder, no entanto, o bom senso e a vigilância.

Há objectos perigosos pelos mais diversos motivos (tamanho, toxicidade, perigo) e que devem ser afastados do alcance das Crianças. Nada como nos colocarmos ao seu nível, para percebermos o que de facto se encontra acessível.

Para aqueles que têm irmãos mais velhos é preciso um cuidado redobrado, pois há brinquedos que podem largar peças ou oferecer outro tipo de perigos, que é preciso acautelar.

Até quando isto acontece?

É provável que o bebé vá levar coisas à boca até aos dois anos de idade.

Como referimos, no primeiro ano de vida dos bebés a prática de levarem tudo às mãos ocorre com maior intensidade, pois ainda estão a trabalhar a sua coordenação ao nível das mãos.

A partir daqui, as mãos intensificam o seu trabalho de exploração do mundo. Maria Montessori sempre enfatizou muito a relação mãos-cérebro na forma como o bebé capta as informações que chegam assim ao cérebro, e são devolvidas às mãos, num ciclo continuo que conduz a um desenvolvimento neurológico sem precedentes.

mouthing

Por volta dos dois anos de idade os dedos são o principal meio de exploração, sendo provável que por volta dos três anos já tenha deixado esse hábito.

Levar tudo à boca não e de todo motivo de preocupação. Faz parte do desenvolvimento dos bebés, e a nós cabe-nos apenas preparar o ambiente para que o possa fazer de forma segura, partindo do bom senso e da atenção.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s