Observar a Criança

E se… Parássemos 15 minutos para simplesmente observar a Criança?

Muito se fala na Pedagogia Montessori na importância de adaptar o ambiente às especificidades de cada Criança, ao ritmo a que ela cresce, aos interesses que realmente demonstra, às actividades que captam mais a sua atenção e àquilo que verdadeiramente precisa em cada momento.

Para conseguirmos responder eficazmente desta forma é essencial sabermos observar.

Seja com uma semana de vida, dois meses, seis meses, três anos, dez anos, não há Crianças iguais e todas têm necessidades, interesses, talentos e obstáculos próprios que, através da observação, poderemos mais facilmente identificar.

O conceito de “Observador Atento” está muito relacionado com o conceito de “Adulto Preparado”: é o cuidador que compreende a Criança nas diversas fases de desenvolvimento, e por meio da observação e do domínio de certas ferramentas educativas, guia a Criança no seu desabrochar.

Apenas poderemos ser Adultos Preparados se formos verdadeiramente capazes de observar. E a “Capacidade de Observação” é algo que podemos praticar desde já.

O desafio que propomos hoje é observar por 15 minutos o que a Criança está a fazer. Observar verdadeiramente como o está a fazer, a forma como se relaciona com o espaço onde se encontra e eventualmente com as pessoas com quem se encontra, o que atrai a sua atenção, como o seu nível de concentração se altera, como reage quando se depara com um obstáculo, e todos os demais detalhes que sejam relevantes para a tarefa de conhecermos melhor a Criança que temos diante de nós.

Durante este tempo deixe de lado todas as distracções e simplesmente observe, sem intervir, sem pensar noutros assuntos, sem telemóveis, de forma totalmente presente.

Pode parecer uma tarefa mais fácil do que na verdade é. Não é fácil neste mundo agitado e preenchido onde vivemos, simplesmente parar. O conceito de “mindfulness” que cada vez mais ouvimos falar, trata precisamente disso. Da capacidade de sermos capazes de parar e de ser. E aqui, parar para observar os nossos pequenos.

Esta prática poderá trazer resultados incríveis, não só nas descobertas que podemos fazer sobre a Criança, como na felicidade que sentimos não só dessa simples tarefa de observar, como da possibilidade de, a partir daí, conseguirmos satisfazer melhor as suas necessidades, apoiar melhor os seus interesses e reduzir os obstáculos ao seu desenvolvimento.

O desafio fica lançado 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s